A vida de uma Abelhinha na sua pequena, e por vezes confusa, colmeia!

.Abelhinha

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


.Potes de mel

. Pensamentos Profundos... ...

. O que trago cá dentro

. A indecisao de ser decidi...

. Costumes

. Ficamos por aqui.

. Não te amo

. Noddy oTraficante de Drog...

. Ladies and Gentleman... T...

. Ron Mueck

. POEMA À MÂE

.arquivos

. Novembro 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

.Fazer olhinhos

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2008

Olhe... Levo já esta!!...

 

 

 

Quando for crescida quero uma assim!!!... Gosto é de as ver nuas...

 

 

 

 

sinto-me: Vrummmmmmmmmmmmmmm

publicado por Abelhinha às 14:44

link do post | comentar | favorito

Bicheza

A minha bicheza é ou não é linda?...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Prometo que logo que tenha da Maria Preta vou colocar aqui também!

 

 

sinto-me: Orgulhosa!

publicado por Abelhinha às 09:51

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

E eu?...

Li um blog hoje que me assustou. Assustou-me por me reconhecer nestas palavras...

 

http://edaitalveznao.blogs.sapo.pt/2008/09/

 

sinto-me: Triste

publicado por Abelhinha às 17:09

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Maria Preta

 

A Maria Preta veio para ficar!! A minha mãe apaixonou-se, a Kikinhas adoptou e até o Xico já amoleceu o coração! Já o Nico... está armado em ofendido!! O sacana do gato nem amigo dele é, as gatinhas tendem a crescer, não???!!!...

 

Bom Maria bem-vinda à familia!!! Tenta não cair da varanda!

 

(Prometo que vou blogar fotos do (agora!) trio da bicharada!!)

 

 

 

sinto-me: Sortuda

publicado por Abelhinha às 14:42

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

Noite de gatas

 

Sábado à noite girls night out!! Iupi!!.......

 
Jantar na casa da minha Sandrinha, eu e a Rachel comparecemos lindas e maravilhosas para a saída!
Depois de um jantar bem regado, com conversa de gajas bem apimentada, leia-se, falou-se de gajos! Trecho ilustrativo:
 
............(XXX-rated...)................
 
 
Uma conversa de mulheres com a recém-mulher Sarinha acerca de se ter tornado isso mesmo, uma conversa picante com o João no Messenger, e um stress com o namorado que se atrasou depois e lá acabamos por sair! Ufa…
 
Rumámos ao sitio do costume, entre solavancos e travagens bruscas no Yaris da Sandra que por sinal estava a ser conduzido por uma Rachel inexperiente (em Yaris!!)!
Lá chegadas sentamo-nos as 3 ao balcão armadas em poderosas, beicinho para o barman e um “ai o que leva essa bebida?... deve ser boa” rendeu-nos um shot e a atenção do mesmo! Dançamos e bebemos e quase ao fim da noite tivemos a companhia do Tiago amigo das minhas meias doses.
 
Saímos quando o bar fechou, e a caminho do maltratado carro deu-se o sucedido que dá nome a este post (Sim, o mesmo não é só e apenas relativo à saída de moças mas sim a gatos com bigode e pêlo, denote-se a destreza para a escrita da autora do blog… cof cof…)!
Vimos passar uma ninhada de gatinhos pretos, ao que não me contive e lá tive de pegar no bichinho (nunca me contenho e por isso mesmo me vejo inúmeras vezes nas situações bicudas como esta que vou descrever e que me faz pensar… Só eu… Porque é que me meto nestas merdas?... Devia ter deixado o bicho sossegado!...). A Sandra queria ir para a disco e o restante grupo não, o que não a alegrou nada que acabássemos minutos depois com um gato no carro e a caminho da casa dela!
Chegados a casa e com um chá e torradas à frente, começamos a deliberar acerca de quem iria ficar com a meiguinha Preta. Coitada da Sandra, só queria ir dançar acabou com uma gato ao fim da noite! Posto isto tratei de me raspar não me fosse calhar a mim a tarefa de adoptar o mal fadado gato, ate porque tinha sido eu a enfiar-me no carro com ele!
A caminho do meu carrinho, já na rua, eis que temos o “gatinho perdido parte II”. Surge um miar debaixo do carro da Rachel: “Possas a gata fugiu! Tá debaixo do carro da Raquel! Apanha-a! Apanha-a Não a deixes fugir!!” começou tudo a gritar!! (Já eram 5 da matina!!) depois de se meter tudo de cu para o ar a olhar para baixo do carro chegamos à curiosa, e digamos que cómica, conclusão que era OUTRO gatinho pequenino perdido… Vá de pegar neste e leva-lo para casa da Sandra outra vez que desta é que ela desejou MESMO ter ido para a Disco!!!...
 
Encontrávamo-nos portanto as 5 da matina com dois gatos pequenos a miar e a esconderem-se atrás do frigorífico e sem a mínima vontade de os adoptar…
A Preta e o mecânico (assim de chama o parte II visto estar escondido no motor do carro e estar cheio de óleo!) tinham de ter uma solução para a sua curta vidinha! Resolvi ser uma mulherzinha crescida e responsável e levar a gatinha para… a casa da minha mãe!!!!
O colectivo alegrou-se com a minha solução e apressou-se a enfiar a gata dentro de um cesto e a mim dentro do carro caminho a Faro (porque seria???)!
Falei com a minha mãe pelo caminho e tentei usar de toda a minha persuasão para tentar que ela ficasse com mais um animal lá em casa. Ela aceitou.
Só mesmo com a minha mãe é que eu consigo estas coisas… Lá chegada apresentamos a Maria Preta ao gato que não lhe fez mal, e à Kikinhas (cadelinha porta chaves) que a adoptou completamente (a minha princesa é um docinho mesmo!). O Xico num achou piada ao novo inquilino mas a isso só posso dizer… Temos pena.
Quando sai lá de casa e ia a despedir-me da minha mãe, disse-lhe a frase que melhor ilustrava a situação e demonstrava todo o meu apreço e agradecimento pelo gesto da minha mamã: “Olha ficaste com a batata quente! Amanha ligo.”
 
Dia seguinte a saga, tentei usar da minha doçura com o Texugo para tentar ter um gato lá em casa ao que obtive um: “Já me estas a chatear com essa historia do gato. Não vês que não dá!!” (Passei a bendita da tarde toda com a mesma ladainha, mesmo durante o jogo do Benfica – Naval, que admito não foi uma táctica bem pensada mas estava um pouco a apelar já. Batalha perdida… Amanha volto à carga!!! Escusado será dizer que nem lhe contei a minha aventura, senão bem que o podia ouvir e acusar-me de ter de pensar melhor e não puder trazer os bichos todos para casa. Bem sei que é verdade mas que querem… Vive dentro de mim uma velhota dos gatinhos
sinto-me: Na boa!!!...

publicado por Abelhinha às 12:00

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2008

Morgaine Mists of Avalon

I am the half sister of the Great king Arthur Pendragon. History claims I am a witch. On this page I would like to show you another side of my personality.
I often am characterised as an evil witch, whose only goal is to ruin Arthur's reign. The only one who really understood me is Marion Bradley. Her book, The Mists of Avalon, is a reliable source of information on my family-history. In this book she tells the true story about me and the other women around Arthur.

These women, Igraine (our mother), Morgause (my aunt), Vivian (my aunt and Lady of the Lake) and me, of course, are the main characters in the book.

I am not an evil witch, but a priestess of the Goddess. Being a priestess, I have great knowledge of herbs and magic; I think it is for this reason that people believe I am a witch. It was during my education that faith (or the Goddess?) brought us together.

Merlin took Arthur right after he was born, to have him raised somewhere else, with Count Ector, a loyal servant to Uther. We did not grow up together. I was brought to Avalon at a rather young age to become a priestess. After Arthur was acknowledged as the successor to the throne, he had to pass a test. As a maiden-priestess I was chosen to sleep with the King of Deer, which was Arthur that night. During this night our son Mordred was conceived. I found out Arthur was my brother the next morning; it took Arthur years to figure that out. I was able to keep Mordred's excistance hidden from Arthur for years. Mordred was raised by my aunt Morgause. I finished my education as a priestess and Arthur became King of All Britons. But I did have my influence on Arthur and on how he gained the throne, as well as on how he lost it. I made his sword Excalibur and put a spell on its sheath, so it would protect Arthur from being hurt too much. Excalibur was made of an meteoric metal and means ’cuts steal’. I also took the sheath away from him when he did not keep his promises to the Goddess. In that way you could say I am responsible for Arthur's downfall. I also was the one who held the Holy Grail when it appeared in the King's Hall at Camelot. Some thought I was an angel, some thought I was another kind of vision, the Goddess caused the people not to recognize me. The quest for the Holy Grail (which of course was at Avalon) made the Round Table fall apart and finally it made Arthur's reign
disappear.

 
 
sinto-me: Arturiana

publicado por Abelhinha às 16:55

link do post | comentar | favorito

Ui ca bom!!!!....

Para a comunidade académica o fim de Setembro significa o inicio de novo ano lectivo, e mais um passo para a conclusão da nossa formação, mas, significa também o regresso de uns seres nojentos e despreziveis, que afloram ao campus por esta altura... As bestas, os vermes. Como eles não aprendem e todos os anos são aos milhares a candidatatrem-se aqui fica uma foto ilustrativa do que lhes pode acontecer!! Pelo menos aos MEUS afilhados!!  Que bem conhecem o doce som da minha voz nos seus singelos ouvidos...

Tive o orgulho de me importunar e praxa-los "como deve de ser".... heheh eles sabem o que eu quero dizer por isto! E se sabem!!! "Ui ca bom" não é bestas?... Um tributo da madrinha!!!

 

 

sinto-me: Mázinha...

publicado por Abelhinha às 16:55

link do post | comentar | favorito

Prenda para o meu Xuguinho

Já é mais que altura de nós mulheres lhes apanhar-mos as manhas!!

Como tal e para me redimir de uma maldade muuuuiiiito grande e recomprovar o meu amor pelo meu Texuguinho mandei entregar estas flores no local de trabalho... Gostam?

 

 

 

 

 

sinto-me: In love...
tags: ,

publicado por Abelhinha às 16:55

link do post | comentar | favorito

Airô!!!!

Todos os meus fãns se têm queixado que o estaminé (expressão em moda na giria bloguense, à quel anseio pertencer!! ) tem estado um pouco morno! Tenho recebido centenas, quiçá dezenas (!), de comments e mails e resolvi dar ar de minha graça!

 

Pois é bloguista amigo as aulinhas começaram e a Abelhinha anda atarefada com livros para trás e para a frente. e tudo isto porque... Tcham Tcham... Este ano resolvi ver como é isso de ser uma estudante aplicada! Aos 28 anos resolvi estudar e ir âs aulinhas todas. Bom... neards de todo mundo tiro-vos o chapéu porque isto dá uma trabalheira desgramada!!! O meu carro parece um escritorio ambulante e nem me atrevo a arruma-lo não vá perturbar o meu fragil equilibrio académico!

 

Vamos ver se daqui sai resultado algum. CHUAC!!!!!!!!!!!!!

sinto-me: Estudiosa

publicado por Abelhinha às 16:55

link do post | comentar | favorito

Opinião de um homem sobre o corpo feminino

 

Não importa o quanto pesa. É fascinante tocar, abraçar e acariciar o corpo de uma mulher. Saber seu peso não nos proporciona nenhuma emoção.

Não temos a menor idéia de qual seja seu manequim. Nossa avaliação é visual, isso quer dizer, se tem forma de guitarra... está bem. Não nos importa quanto medem em centímetros - é uma questão de proporções, não de medidas.

As proporções ideais do corpo de uma mulher são: curvilíneas, cheinhas, femininas... . Essa classe de corpo que, sem dúvida, se nota numa fração de segundo. As magrinhas que desfilam nas passarelas, seguem a tendência desenhada por estilistas que, diga-se de passagem, são todos gays e odeiam as mulheres e com elas competem. Suas modas são retas e sem formas e agridem o corpo que eles odeiam porque não podem tê-los.

Não há beleza mais irresistível na mulher do que a feminilidade e a doçura. A elegância e o bom trato, são equivalentes a mil viagras.

A maquiagem foi inventada para que as mulheres a usem. Usem! Para andar de cara lavada, basta a nossa. Os cabelos, quanto mais tratados, melhor.

As saias foram inventadas para mostrar suas magníficas pernas... Porque razão as cobrem com calças longas? Para que as confundam conosco? Uma onda é uma onda, as cadeiras são cadeiras e pronto. Se a natureza lhes deu estas formas curvilíneas, foi por alguma razão e eu reitero: nós gostamos assim. Ocultar essas formas, é como ter o melhor sofá embalado no sótão.

É essa a lei da natureza... que todo aquele que se casa com uma modelo magra, anoréxica, bulêmica e nervosa logo procura uma amante cheinha, simpática, tranqüila e cheia de saúde.

Entendam de uma vez! Tratem de agradar a nós e não a vocês. porque, nunca terão uma referência objetiva, do quanto são lindas, dita por uma mulher. Nenhuma mulher vai reconhecer jamais, diante de um homem, com sinceridade, que outra mulher é linda.

As jovens são lindas... mas as de 40 para cima, são verdadeiros pratos fortes. Por tantas delas somos capazes de atravessar o atlântico a nado. O corpo muda... cresce. Não podem pensar, sem ficarem psicóticas que podem entrar no mesmo vestido que usavam aos 18. Entretanto uma mulher de 45, na qual entre na roupa que usou aos 18 anos, ou tem problemas de desenvolvimento ou está se auto-destruindo.

Nós gostamos das mulheres que sabem conduzir sua vida com equilíbrio e sabem controlar sua natural tendência a culpas. Ou seja, aquela que  quando tem que comer, come com vontade (a dieta virá em setembro, não antes; quando tem que fazer dieta, faz dieta com vontade (sem sabotagem e sem sofrer); quando tem que ter intimidade com o parceiro, tem com vontade; quando tem que comprar algo que goste, compra; quando tem que economizar, economiza. 
   

Algumas linhas no rosto, algumas cicatrizes no ventre, algumas marcas de estrias não lhes tira a beleza. São feridas de guerra, testemunhas de que fizeram algo em suas vidas, não tiveram anos 'em formol' nem em spa... viveram! O corpo da mulher é a prova de que Deus existe. É o sagrado recinto da gestação de todos os homens, onde foram alimentados, ninados e nós, sem querer, as enchemos de estrias, de cesárias e demais coisas que tiveram que acontecer para estarmos vivos.
Cuidem-no! Cuidem-se! Amem-se!

A beleza é tudo isto. 


  by Paulo Coelho

 

sinto-me: Compreendida!

publicado por Abelhinha às 16:55

link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds